Com adesão da OAB-SP, movimento Cotas Sim! será lançado nacionalmente no dia 5 de outubro

No próximo dia 5 de outubro, a Universidade Zumbi dos Palmares, que lidera o movimento Cotas Sim!, organiza evento para lançar nacionalmente a Campanha, que pretende angariar um milhão de assinatura em abaixo-assinado a ser enviado ao Senado e à Câmara dos Deputados pedindo renovação da lei de cotas.

A lei vigente prevê cota de 30% para negros, indígenas e estudantes de escola pública com renda familiar de até 1,5 salário mínimo nas universidades públicas federais, válida até agosto de 2022, e de cota de 20% para negros nos concursos públicos da Administração Federal – cuja validade se encerra em junho de 2024.

O reitor José Vicente, da Universidade Zumbi dos Palmares, lembra que as cotas surgiram “há 20 anos, mas só se tornaram lei há cerca de 10 anos”. Seu objetivo é “diminuir a desigualdade racial no Brasil”.

Ainda de acordo com o reitor, o Movimento já conquistou a adesão da OAB-SP – a organização nacional aprovou cota de 30% para pretos e pardos nas eleições da entidade deste ano -, além da Natura, com mais de um milhão de consultoras no País, e a Fenavist – Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores, cujas associadas reúnem mais de 800 mil seguranças privados.

No evento do dia 5 de outubro, a universidade pretende convocar novos parceiros para divulgar a campanha em suas mídias sociais, público interno e demais stakeholders, além de “mobilizar o ecossistema para assinar a petição”. A projeção do reitor é finalizar outubro com 50 empresas e instituições para integrarem o movimento e atingir 100 até novembro. Segundo o reitor, o Movimento vai apoiar todos os projetos favoráveis à renovação da lei hoje em tramitação no Congresso.

A campanha é da Grey Brasil, que criou a logomarca de toda a comunicação visual do movimento, incluindo um vídeo assinado pela agência e produzido pela Vetor Filmes. Já estão apoiando a campanha nacional Cotas Sim dezenas de empresas e instituições além de personalidades apoiadoras como Luiza Helena Trajano, Zezé Motta, Martinho da Vila, Thobias da Vai Vai, Sergio Lorozza, senador Paulo Paim, ex-ministros Cristovam Buarque, Eloi Ferreira de Araújo e Edson Santos.

Sua opinião!

Gostou do artigo? Quero muito saber a sua opinião. Escreva um comentário!