Documentário “Invisíveis” abre debate sobre racismo, invisibilidade e obstáculos sociais

Racismo, invisibilidade e obstáculos sociais é a pauta trazida no documentário “Invisíveis”, lançado na última terça-feira (30\11), pelo Coletivo Pé na Porta, no YouTube. A obra, que está disponível gratuitamente, busca fazer um paralelo entre a realidade e ficção da vivência negra e seus atravessamentos. A produção ganhou vida através de recursos da Lei Aldir Blanc e enfatiza histórias, abusos e sofrimentos enfrentados por profissionais negros. Entre as funções escolhidas estão os garis, auxiliares de serviços gerais, empregadas domésticas, capoeiristas e entregadores, que compõem o quadro de entrevistados.

Invisíveis narra diversas histórias, uma delas é a de Cleiton, interpretado pelo ator Cridemar Aquino. Cleiton é um ex-presidiário que trabalha como auxiliar de serviços gerais. Outro ponto abordado no filme é a consciência racial tardia, exemplificado no personagem Pedro, interpretado por Milton Filho.

Sua opinião!

Gostou do artigo? Quero muito saber a sua opinião. Escreva um comentário!