Movimento RGBlack debate viés racial na indústria do audiovisual

De olho em fomentar o debate sobre o viés racial presente na cultura e nas tecnologias da indústria audiovisual, a AKQA lançou o movimento RGBlack – Reframing the Greatness of Black. A iniciativa tem a parceria da Pródigo Filmes e da diretora Juh Almeira. A ideia é promover uma transformação na forma como a pele negra é retratada e enfatizar a importância de formas de representação mais inclusivas.

O projeto começou a ser criado há dois anos, durante uma análise interna da área de Impacto da AKQA, que percebeu que alguns dos trabalhos do estúdio não retratavam fielmente a beleza da pele negra. Para corrigir esses erros em projetos futuros, houve pesquisas de técnicas de calibração de cores, iluminação, diferenças entre tons de pele, maquiagem e cabelo. Além disso, a equipe examinou o uso de IA no processamento de imagens e descobriu que, para atender às necessidades do mercado-alvo dominante na década de 1940, o padrão implícito nas configurações originais dos produtos fotográficos privilegiava a pele branca.

Assista ao vídeo completo aqui!

Sua opinião!

Gostou do artigo? Quero muito saber a sua opinião. Escreva um comentário!