Prefeitura de SP lança programa de combate ao racismo estrutural

A Prefeitura de São Paulo lançou uma nova política pública contra o racismo estrutural na última segunda-feira. Batizado “São Paulo farol antirracista” o projeto homenageia Luíz Gama, jornalista e primeiro advogado negro do Brasil, que foi um grande defensor do combate ao racismo e ajudou a libertar mais de 500 escravos no século XIX.

Na prática, a Prefeitura promete ações educativas e de conscientização em escolas, além de instalar esculturas em homenagens a personalidades negras por pontos da cidade. A secretária municipal de relações internacionais, Marta Suplicy, diz que o novo projeto da Prefeitura contra o racismo não foi criado sob a pressão dos protestos. “Vem desde que eu aceitei ser secretária internacional, na conversa com o Bruno, que eu disse que São Paulo poderia ser um farol de combate ao racismo estrutural. Tudo que São Paulo faz, imediatamente, o Brasil avalia e segue.” A Prefeitura também anunciou que a capital terá, entre os dias 19 e 22 de novembro deste ano, a primeira edição da “Expo consciência negra”, um evento sobre racismo estrutural, com colaboradores do Brasil e do exterior.

Sua opinião!

Gostou do artigo? Quero muito saber a sua opinião. Escreva um comentário!