Universidade Zumbi dos Palmares cria Escola Livre de Comunicação e Artes

A Universidade Zumbi dos Palmares acaba de dar mais um passo para aprimorar a formação e qualificação de jovens negros. A instituição de ensino anunciou – no sábado, dia 18 de setembro, durante evento na instituição de ensino – a criação da Escola Livre de Comunicação e Artes, que também tem como objetivo promover o ensino e a pesquisa nessas áreas. Como explicou o reitor José Vicente, “será um espaço para reunir arte, cultura, cinema, publicidade” e “uma oportunidade de ver o futuro, de podermos realizar o sonho de nossos ancestrais”

A nova escola vai oferecer, entre outros, cursos de redação para mídias digitais e redes sociais, escrita criativa, fotografia, música, moda e teatro, além de instituir grupos de pesquisa e promover oficinas de arte. As atividades da Escola Livre estão voltadas para os alunos da Universidade Zumbi dos Palmares e demais interessados, principalmente os jovens negros. A Escola vai funcionar por meio de parcerias com outras academias e profissionais do mercado, entre agências de publicidade, veículos de comunicação e outras instituições.

Além de “pregar a união de todos os negros para superar os desafios”, o reitor José Vicente afirmou estar “muito orgulhoso de receber a primeira secretária de Cultura negra da cidade, do Estado e do País”.

Aline Torres, que assumiu o cargo em agosto, disse que “é a primeira, mas que não quer ser a única”, razão pela qual “temos obrigação de nos unirmos e de fortalecer nossas instituições negras”, dando, como exemplo, a Universidade Zumbi dos Palmares. Ela destacou ainda que “a educação é um ato revolucionário e por meio dela, da arte e da cultura vamos revolucionar nossa história.

A festa de lançamento da Escola Livre de Comunicação e Artes também incluiu um desfile interativo da coleção “Paramentar” do artista Alexandre dos Anjos, apresentações do Coral da Universidade Zumbi dos Palmares, do grupo Onix Soul, do Sarau Zumbi dos Palmares, exposição do livro A História do Nome Abayomi e de bonecas que levam esse nome, assinados pela pedagoga Maria Aline Soares, formada pela Universidade Zumbi dos Palmares, além da mostra da empreendedora Prica de Souza e os turbantes de sua grife Odara.

Sua opinião!

Gostou do artigo? Quero muito saber a sua opinião. Escreva um comentário!